Plantas de interior

Como regar uma orquídea em casa?

Pin
Send
Share
Send


Cultivar uma orquídea em casa não apenas consome tempo, mas também requer certo conhecimento. Esta flor exótica precisa de cuidados completos e competentes, e deleitará os olhos com seu crescimento exuberante e flores coloridas. As condições adequadas de iluminação, cobertura e temperatura têm um certo significado no cuidado de uma planta, mas a principal coisa que você precisa saber é como regar uma orquídea em casa.

Regar orquídeas.

Como regar uma orquídea?

Regar uma orquídea cultivada em casa é necessária depois que o solo na panela seca. A intensidade de regar uma flor depende de muitos fatores: temperatura e umidade na sala, iluminação, tamanho do recipiente em que a planta é plantada e muitos outros.

Na natureza, uma orquídea se alimenta da água da chuva; portanto, para a irrigação, é necessário levar o líquido o mais próximo possível dele na composição: quente e macio. A dureza da água pode ser reduzida usando o ácido oxálico, que pode ser comprado em uma loja de flores. Dilua a solução no dia anterior à rega - despeje meia colher de chá de ácido em 2,5 litros de água. Antes de regar, drene cuidadosamente a água (solução) para que o resíduo permaneça no fundo ou no filtro.

A água pode ser ligeiramente acidificada com turfa: uma bolsa deve ser colocada na água por várias horas. A temperatura ideal da água para regar a flor deve ser de 30 a 35 graus.

Quantas vezes regar uma orquídea?

A frequência de rega das orquídeas domésticas é definida pelo ambiente, o que afeta a taxa de secagem do substrato. Você pode determinar a necessidade de rega analisando os seguintes sintomas:

  1. Se houver gotículas de condensado nas paredes da panela, a planta ainda não deve ser regada; se as paredes estiverem secas, a planta deve ser regada.
  2. Quando a cor das raízes é verde-clara, significa que há umidade suficiente e, se forem clareadas, é necessário regar.
  3. Levantando o vaso de flores e sentindo seu peso, você não pode se preocupar com a rega, mas se o vaso for leve - é hora de regar.
  4. Em uma panela opaca, a presença de umidade no solo é determinada pelo grau em que os paus são imersos nela.

Também regar uma flor depende do tipo de orquídea. Para a maioria das espécies de plantas, é considerado ideal regá-las 1-3 vezes por semana no verão e durante a dormência - 1-2 vezes por mês. Qualquer irrigação deve ser realizada pela manhã, para que, ao final da tarde, nas axilas das folhas, não haja umidade.

Determinação da frequência de rega de orquídeas por condensação e cor das raízes

Regar orquídeas em casa

A água para irrigação deve ser saturada com oxigênio, para a qual deve ser derramada várias vezes de um prato para outro antes deste procedimento. Você pode regar uma orquídea de várias maneiras.

Chuveiro quente uma vez por mês

Uma maneira de regar é tomar banho com um banho quente. Este método contribui para o rápido crescimento de massa verde e floração de alta qualidade. Além disso, lavar as folhas com um banho regular as limpa de pragas e as protege de serem infectadas por doenças.

Esse banho é feito da seguinte maneira:

  1. Você deve colocar recipientes com flores na banheira e regar com um chuveiro sob uma pequena pressão com água macia com uma temperatura de até 45 graus, idealmente de 38 a 42 graus. Anteriormente, meia hora antes do banho, a planta precisa ser bem regada.
  2. Após o banho, deixe os recipientes no banho por pelo menos 20 minutos, para que o copo fique com excesso de líquido.
  3. Após 40 minutos, limpe os brotos e as folhas da planta com um pano seco. As orquídeas Wanda e Phalaenopsis devem ser limpas e o núcleo para que não apodreça, caso contrário, a planta irá parar de se desenvolver.
  4. Com que frequência posso tomar um banho quente para uma orquídea? Os especialistas recomendam não mais que uma vez por mês.
Regar orquídeas com um chuveiro quente

Imersão

Nesse caso, a panela é imersa na água preparada. Abaixe a panela lentamente, para que as raízes secas não empurrem a planta para fora da panela e mantenha-a na água por 40 minutos. Depois de remover a panela da água, ela deve ser mantida no ar até que o excesso de água saia. A rega por imersão é considerada a mais econômica e bastante eficaz, mas isso pode ser feito desde que nem o substrato nem a própria planta sejam afetados por nenhuma doença.

Regar orquídeas por imersão

Molhando um regador

Água com regador e água com baixa pressão na superfície do vaso, sem tocar nas axilas das folhas e nos pontos de crescimento. É necessário derramar até que a água escorra dos orifícios no fundo da panela. Reserve um tempo para remover o excesso de água e repita o procedimento após alguns minutos. O excesso de água que escorre para a panela deve ser derramado.

Regar orquídeas de um regador

Pulverização de raízes

Esse tipo de irrigação é utilizado para orquídeas cultivadas em blocos, ou seja, sem o uso de um substrato. Nesse caso, as raízes secam mais rapidamente do que em vasos com o solo. Recomenda-se molhá-lo com uma pistola de pulverização no modo "neblina", direcionando-o precisamente para as raízes até que sua cor mude (fique verde). Execute o seguinte procedimento à medida que o sistema radicular seca.

Tendo descoberto como regar uma orquídea em uma panela, resta seguir corretamente as recomendações e aguardar o momento da floração dessas lindas flores.

Raízes de orquídea de pulverização

Como regar uma orquídea em certos casos?

Regue a planta apresentada em diferentes períodos e em diferentes situações, observando impecavelmente as regras desenvolvidas pela natureza. Só então a orquídea no tempo e no magnífico começará a florescer e se desenvolver.

Regar orquídeas durante a floração

Com o início da floração, é necessário alterar a ordem da rega para criar condições naturais para a planta. Durante a floração, as sementes são formadas - elas são muito pequenas e voláteis na orquídea, para que possam voar a uma distância de vários quilômetros. Na estação chuvosa da natureza, as sementes não podem voar longas distâncias; portanto, ao cultivar uma flor em casa, é necessário regar a planta da maneira descrita abaixo.

A rega requer apenas as raízes da planta, tentando saturá-las com umidade de maneira ideal, mas não enche demais. Se houver umidade insuficiente na sala, você poderá borrifar as folhas, tentando não entrar no núcleo da flor. Durante o período de floração, é necessário regar a planta, pois o substrato seca várias vezes por semana.

Pulverização e rega de orquídeas

Como regar uma orquídea no inverno

Na estação fria, a orquídea não entra em hibernação completa; portanto, é necessário regá-la no inverno, mas com muito menos frequência do que durante o período de floração. Os termos ideais são: uma vez a cada 10 dias ou 2 semanas. Mas não é necessário manter esses intervalos estritamente; o principal é monitorar a secagem do solo e não permitir que ele seque muito.

Uma regra importante nesse caso é permitir que o excesso de fluido flua para fora da panela para que, depois de colocá-lo no peitoril da janela, onde outras plantas estejam localizadas, porque este seja o lugar mais legal da casa, as raízes não estejam frias e não sejam infectadas por várias doenças. Se a flor deve tomar um banho quente, deve ser feita à noite e deixada à noite no banheiro para que a podridão não se forme no ponto de crescimento.

Como regar orquídeas no inverno

Regar as orquídeas após a compra

Depois de adquirir uma flor, ele precisa passar por uma pequena quarentena. Consiste em manter a planta separada das outras, protegendo-a da luz solar direta e eliminando a cobertura. Também é necessário não regar a orquídea por 5-7 dias, a fim de identificar pragas e destruí-las em tempo hábil. No final da quarentena, a flor deve se acostumar gradualmente à luz, expondo-se no peitoril da janela e regando gradualmente.

Regar as orquídeas após o transplante

O transplante de orquídea é feito imediatamente após a compra ou no início da primavera, quando a planta emergia da hibernação. Você deve saber que ela não gosta de vasos grandes, porque o sistema radicular é pouco desenvolvido neles. Depois de replantar a planta em uma nova panela com um novo solo, é necessário regá-la para que absorva a umidade o máximo possível.

Em seguida, a panela deve ser colocada por 20 minutos em um recipiente com água morna; depois disso, deixe o excesso de líquido escorrer e coloque-o em um local sombreado. A rega de uma orquídea após um transplante não deve durar duas semanas, porque a planta sofreu estresse e a presença de umidade por ela é mais prejudicial do que sua ausência.

Após a adaptação da orquídea, ela precisará de cuidados perfeitos, fertilizando com fertilizantes e regando com água limpa, para que as folhas e caules restaurem rapidamente o equilíbrio de nutrientes. Quantas vezes por semana você precisa regar uma orquídea após um transplante - esse problema preocupa muitos jardineiros iniciantes. Mas especialistas experientes recomendam regar a orquídea após o transplante pelo menos 2 a 3 vezes por semana, pois o horário do transplante coincide com o período do verão e, portanto, com o tempo da floração.

Regar orquídeas durante a floração

Erros de rega

Regar orquídeas é uma parte muito importante de cuidar dela. Muitas vezes, são os erros de rega que prejudicam a planta e até provocam sua morte. Portanto, ao cuidar de uma orquídea, você deve se familiarizar com os possíveis erros durante a rega:

  • Estouro. Este é o erro mais comum dos jardineiros. A planta não tolera excesso de umidade, pois a estagnação da água na panela leva ao apodrecimento das raízes. Isso pode ser evitado com a drenagem alta da espuma - ela deve ter pelo menos 4 cm. Usando cascalho ou argila expandida, existe o risco de infecção pelo rabicho, porque esse é um ambiente favorável.
  • Água entrando nos seios nas folhas. Se você molhar a flor com desleixo ou não remover a umidade dos seios da folha depois disso, a água apodrecerá a raiz do pescoço da flor, causando a sua morte.
  • Pulverizar a uma distância inferior a 20 cm Se realizar o procedimento a uma distância mais curta, a umidade irá evaporar mais lentamente. Grandes gotas nas flores que existem há muito tempo as tornam letárgicas e desbotadas. E nas folhas, como resultado, permanecem manchas de cor escura, que acabam se tornando como amolgadelas.
  • Água ruim. Ao aplicar água fria, dura ou apenas suja, as folhas das orquídeas ficam amarelas rapidamente e o sistema radicular morre.
  • Você não pode pulverizar uma planta se ela estiver exposta à luz solar direta por um longo tempo: existe o risco de queimaduras nas folhas.
  • A pulverização no inverno também é indesejável, pois as folhas são resfriadas e um ambiente ideal para o desenvolvimento de doenças é formado.
  • Usando o método de imersão, é necessário trocar a água após cada vaso para não infectar todas as plantas, caso se verifique que uma delas já é afetada por fungos ou parasitas.

Seguindo essas recomendações simples, você pode obter uma planta saudável e florida, regozijando-se com a beleza dos olhos do proprietário.

Regar as orquídeas para suas várias espécies tem diferenças pequenas ou significativas. Ao escolher uma flor para si, você deve prestar atenção às plantas despretensiosas, para não gastar muito tempo com isso e não recorrer a vários truques para o cultivo adequado. As recomendações exatas para regar a variedade selecionada podem ser obtidas em um especialista - floricultura.

Fonte: Lalend.ru

Pin
Send
Share
Send